Obrigada pela visita!

Archive for the ‘Meus Textos’ Category

Quem acompanha o blog deve saber que eu escrevo – HAHA – e que amo fazer isso. Agora, você poderá conhecer e ter o que eu escrevo com contigo. Isso mesmo, estou publicando meu primeiro livro e muitos outros virão pela frente. Então, vou apresentá-lo!

“Quem nunca gostou de um professor que atire a primeira pedra! 
Tá com vergonha de admitir?
Não precisa, estamos entre amigas e aqui ninguém vai contar o seu segredo, eu prometo!”

Quatro garotas se encontraram por acaso, fundaram o
 CLUBE MEU QUERIDO PROFESSOR. 
Juntas irão compartilhar experiências através 
de encontros online e descobrir como a vida pode trazer grandes surpresas.

Quer saber o que acontecerá com elas? 
Entre você também para o clube!
Para mais informações acesse: http://meuqueridoprofessor-olivro.blogspot.com
As inscrições do Book Tour ainda estão abertas. Aproveite!
Regras:

1 – Ter um blog literário ativo.
2 – Morar no Brasil.
3 – Ler e enviar para o próximo da lista em 7 dias.
Inscrições para a seleção no blog acima.

Nath Souza

Quem disse que você precisa de um namorado para ser feliz?

Com esta data famosa – 12 de junho – a galera fica doida por causa de namorado, ou melhor, pela falta de um. Como se disso dependesse a felicidade da vida toda.

Muita calma nessa hora!

Você não precisa de um namorado para ser feliz.

E isso não é um post de auto-ajuda, assim como eu não estou dizendo isso só porque eu não tenho um.

Já parou pra pensar nas coisas boas da vida?

É bom ser independente, se sentir bonita, curtir com os amigos, chorar de rir, simplesmente acordar feliz, realizar seus sonhos, fazer o que gosta, dançar loucamente uma música ridícula e essa lista é infinita e pessoal.

Compras… Falando em compras, isso lembra presente que lembra dia 12. Já parou pra pensar que se dar um presente pode ser melhor que trocar com o bofe? Você não corre o risco e nem fica com medo de escolher errado, assim como não receberá um presente que não gosta. É 100% de satisfação garantida! Mas você vai me dizer “Eu gosto de trocar presentes!”, também existe a possibilidade de trocar com seus amigos, mas não se esqueça que essa data é muito mais comercial do que outra coisa.

Dia dos namorados é todo dia quando você ama alguém. E como eu escutei por ai, “você não está com um índio no dia do índio, não está com um defunto no dia dos mortos, então não precisa estar com um namorado no dia 12”.

Eu não sou contra quem tem namorado e vai trocar presentes no dia 12. O importante é saber: você não precisa de um namorado e de ninguém para ser feliz, só de você mesma. Alias, o namorado muitas vezes pode ser o motivo de você não estar feliz. O.o

Com namorado ou sem namorado, Feliz dia dos Namorados pra você!

Nath Souza

Escalada… #5


É assim… de tentativas… de erros e acertos que eu sou feita.. não posso negar minha natureza..

Então, depois de mais um tropeço eu recomeço a escalada sem saber onde a estrada vai me levar.

Só sei que a cada vez que eu caio, levo comigo nas marcas… nas cicatrizes… algum aprendizado.

by Nath Souza

Queda… #4

É quando você começa a acreditar que a vida quebra os conceitos que você tinha a respeito dela que ela te prova que mais uma vez você se enganou.

Então você repete “Isso dói!”, mas não é a mesma dor de antes e sim a outra que achou ter perdido. Agora retorna a dúvida sobre qual delas dói mais e se vale a pena tentar descobrir…

Agora eu tenho uma placa de aviso onde supostamente deveria estar meu coração.

Lê-se: Fechado por tempo indeterminado!

Nath Souza

Surpresa! #3

É quando você menos espera, nos momentos mais inusitados, que as coisas boas da vida acontecem e acabam quebrando todos os conceitos que você construiu sobre ela.

Nath Souza

Isso dói! #2

Isso dói!
Como eu poderia imaginar que não sentir nada doeria mais do que se machucar? Sempre pareceu mais fácil enquanto se sofria por amor.
Quantas vezes eu pedi, rezei, implorei pra não sentir mais nada? Cansada de sofrer por amor, achando que nunca seria atendida..
Parece tão mais fácil quando se quer escapar de uma dor que “não tem fim”, principalmente se você, como eu, não tem sorte alguma e só teve decepções.
Por mais que as coisas pareçam não ter fim, uma hora chega ao limite, e por mais que isso tudo tenha parecido uma eternidade, essa é a hora que se descobre que nada se sabia sobre a eternidade até você ter saquele pedido atendido e não sentir mais nada.
Eu não consigo mais amar, não consigo mais abrir espaço para alguém entrar na minha vida, eu já não sei mais como é sentir todas aquelas coisas que a paixão provoca.
E estando do lado que eu estou, parece tão mais fácil sofrer por amor, é mais humano… sentir alguma coisa, mas eu não sinto nada…
É como se eu tentasse em vão alcançar alguma coisa muito importante para minha sobrevicência e não conseguisse.
Eu quero sentir o que é o amor, eu já não sei mais…
Isso dói…

by Nath Souza

Amei… #1

Eu amei sim, amei até demais.

Agora não quero, não consigo mais…

 

by Nath Souza

Criatividade do povo brasileiro

Estava eu descendo as escadas da estação de trem quando escuto uma música familiar: Billy jean do Michael Jackson mas não era a música dele, e sim uma versão cantada em português.

Quando olho na direção, me deparo com um homem vestido de Michael dançando na frente de uma loja e quando presto atençao na letra, percebo que ele esta fazendo propaganda dos produtos e de uma maneira inusitada convidando as pessoas a entrarem na loja, ou seja, tentando vender.

Se as pessoas compraram eu não sei, mas tenho certeza que muitos olharam ou pararam um instante pra ver aquela cena. E é ai que eu vejo a criatividade do povo brasileiro.

by Nath Souza

Chocada…

Eu passei muito tempo, ou a minha vida toda me preocupando em fazer os outros felizes, no melhor para os outros e se não assim, pelo menos no que seria menos pior, se é que me entende.
E com isso eu nunca parei para me perguntar “O que me faz feliz?”
Antes quando me perguntavam o que eu gosto de fazer, eu tinha uma pequena lista de coisas simples e eu sempre me via sem uma resposta mais completa, pra não dizer interessante.
E agora, me perguntando “O que me faz feliz?”, eu percebi que não tenho essa resposta e pra aumentar a gravidade do assunto, eu nunca parei pra pensar no assunto. Eu nunca me perguntei isso.
Eu, com 20 anos, não sei o que me faz feliz. E não por ainda não ter chegado a uma conclusão, mas por nunca ter me preocupado com isso.
Mas isso também tem um lado bom. Se eu cheguei no ponto de me perguntar isso é sinal que as coisas estão mudando. E agora estou mais curiosa pra saber a resposta.

by Nath Souza

Os números de 2010

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Uau.

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um navio de carga médio pode transportar cerca de 4.500 contentores. Este blog foi visitado 18,000 vezes em 2010. Se cada visita fosse um contentor, o seu blog enchia cerca de 4 navios.

Em 2010, escreveu 57 novo artigo, aumentando o arquivo total do seu blog para 194 artigos. Fez upload de 51 imagens, ocupando um total de 11mb. Isso equivale a cerca de 4 imagens por mês.

The busiest day of the year was 30 de Julho with 141 views. The most popular post that day was Ser Mãe...

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram revistaatrevida.blog.uol.com.br, litthevih.blogspot.com, twitter.com, google.com.br e orkut.com.br

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por edward e bella, flores, eu te amo, casal na praia e cw7

Atracções em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

Ser Mãe.. Maio, 2010
4 comentários

2

A Edward Cullen, Bella Swan, Stephenie Meyer e a série “Crepúsculo”…. Outubro, 2008
43 comentários

3

Robert Pattinson! Maio, 2009
18 comentários

4

Quem ligava se estavamos cobertos de areia? Novembro, 2009
6 comentários

5

Thalita Rebouças Setembro, 2008
39 comentários

Nuvem de etiquetas